Prédio nos Lóios


 

Trata-se de um prédio que tinha como função, no rés-do-chão, comércio e nos restantes pisos, habitação, que foi sendo alvo de constantes alterações no interior e na caixilharia exterior. O espaço tem duas frentes, com serventia única pelo Largo dos Lóios. A proposta contempla um apartamento com tipologia T0 em cada piso, excepto no piso 3 que é complementado com o piso recuado, tornando-se este último piso num apartamento T2 duplex.
A escada de acesso aos pisos superiores era em madeira e foi mantida o seu desenho e do corrimão original. A encimar a escada foi proposta uma clarabóia com desenho contemporâneo, com o intuito de iluminar toda a caixa de escadas, contribuindo para um maior destaque desta e servindo como elemento de complemento e de valorização deste elemento tão característico da tipologia arquitectónica dos edifícios de habitação portuense.


FICHA TÉCNICA: Designação: Edifício dos Lóios Ι Código: P0011 Ι Ano: 2010 Ι Local: Porto Ι Arquitectura[Coordenação]: Adriana Floret Ι Arquitectura[Colaboradores]: Patrícia Cunha, Telma Cunha e Maria João Brandão Ι Fundações e Estruturas: Sérgio Martins Ι Instalações Eléctricas e Telefónicas: Fernando Ramos, Serviços de Engenharia Lda Ι Instalações e Equipamentos de Gás: João Ferreira Ι Rede de Águas e Esgotos+SCI+PSS: Joana Costa Ι Instalações e Equipamentos Mecânicos: Infinitech Engenharia Ι Fotografia: Fernando Guerra.