1872 River House


[PRÉMIO NACIONAL DE REABILITAÇÃO URBANA 2015] Este edifício de seis pisos ocupa um lote de 77 m2 no Muro dos Bacalhoeiros, Porto. Será de presumir que a primeira edificação terá surgido apenas a partir do momento em que a muralha fernandina perde o seu valor militar, possibilitando a sua apropriação para fins civis. Em 2008 sofreu um grande incêndio que o deixou praticamente destruído. A sua nova missão, após um processo de reabilitação, passou a ser a de albergar um alojamento turístico de qualidade.
Não se tratando de uma reabilitação integral, esta intervenção aproveitou o máximo do pré-existente, conciliando materiais e técnicas construtivas tradicionais com materiais e técnicas construtivas contemporâneas. A escada principal é um bom exemplo disso: apesar de se tratar de uma estrutura de betão com um design claramente contemporâneo, acaba por ocupar um lugar central no prédio, recriando a composição e morfologias tradicionais da casa burguesa portuense.


FICHA TÉCNICA: Designação: 1872 River House / Porta Nobre Ι Código: P0070 Ι Ano: 2014 Ι Local: Porto Ι Arquitectura[Coordenação]: Adriana Floret Ι Arquitectura[Colaboradores]: Inês Dinis e Hugo Martins Ι Instalações e Equipamentos Mecânicos: Lusoclima Ι Empreiteiro: Weplan Ι Fotografia: João Morgado.